Alexey Pajitnov fala o que pessoas inteligentes nao deviam dizer: FOSS destroi o mercado

Haja sinceridade e admitamos que quem nunca jogou Tetris, ou nasceu em 2000 ou entao deve ser cego e nunca ter frequentado a Internet. Alexey Pajitnov o seu criador é um genio da programação por ter criado um jogo que ainda hoje cria emoções e ja ganhou centenas de versoes. Na verdade Alexey Pajitnov é um especialista em jogos de Puzzle e ultimamente tem trabalhado na MSN na Microsoft na sua divisao de jogos.
Acontece que numa recente entrevista Alexey Pajitnov declarou que teria sido melhor para este mundo que o software livre nunca tivesse existido, a partir do momento em que este modelo ameaça colocar em risco empresas que criam prosperidade e riqueza. Alexey Pajitnov chamou ainda a RedHat e a Oracle como minorias ou casos excepcionais, nao deixando de dar um ‘quinhao’ ao defasado Stallman (aonde anda ele?) que na sua opiniao está ultrapassado no tempo com as suas ideias duma decada aonde nao existia competitividade em software.
Se posso ou nao dar razao a Alexey Pajitnov? Depende, nao o defendo, mas também nao o criticaria. Veja, você com um servidor poderoso como Apache e um DB Server robusto como PostGreSQL pode muito bem criar aplicações que antes estavam apenas disponiveis em laboratorios com razoaveis recursos.
Perguntemos aos nossos mais velhos dos anos 70/80 se era possivel naquela época ter a possibilidade de criar uma startup de sucesso com tanta facilidade como hoje em dia? Larry Ellison, Steve Jobs e Steve Wozniak sao casos de genios teimosos que precisaram partir feio a cabeça para serem o que sao hoje. Se hoje alguem tentasse fazer o mesmo que eles fizeram podia muito bem ser chamado de louco e ninguem estranharia.
O software livre permite que qualquer pessoa desde que tenha Know-How para isso, aproveite o maximo de recursos na Internet para maximizar o seu aprendizado e com isso criar riqueza.
Existe hoje de certeza oportunidade de termos um Larry Ellison em qualquer parte do mundo, nao apenas nas sociedades mais avançadas.
Certamente que Alexey_Pajitnov vé coisas que eu no vejo, ele está anos luz a frente da minha capacidade de analisar as coisas, ele é um genio, um visionario, tem muito dinheiro, pode parar de trabalhar e ainda assim continuar a ganhar com isso, mas mesmo assim estou convencido que embora o software livre crie problemas a grandes empresas, acredito também que nem sempre o software livre beneficia a sociedade como se diz por aí. Vao anos e anos que estamos ouvindo falar de software livre melhorar a vida de muitas sociedades e a verdade é que pouco ou nada tem acontecido.

Sobre a aceitação do Software Livre no mercado

 

Quais as condições necessárias para que a aceitação do Software Livre melhore? Essa é a principal questão por trás deste artigo, que não visa propor soluções, mas sim propor questionamentos que nos levem a uma redefinição de procedimentos.

Link

KDE agora para Windows e para Macintosh

O KDE (meu gerenciador preferido) parece nao querer se resumir somente ao mundo Linux. Os tipos de lá anunciaram suporte para Windows  e Macintosh, além de alguns softwares como Amarok e Koffice poderem ter brevemente portagem para alem do Linux.

Ainda tem louco pra Slack.

34c7.jpg Lembro que a primeira vez que tentei usar usar uma Linux distro (em 2002) me aventurei no Slackware. Foi uma aventura decepcionante para uma pessoa como eu que apenas contava com uma conexao de 56 kbps. Ainda tentei usar o ZipSlack, mas aquilo nao servia para nada, e olha que era um tempo em que apenas se ouvia falar no duopolio Slackware/Debian, onde o Debian levava vantagem porque era mesmo mais simples e completo que o Slackware.

Talvez por isso hoje o Slackware que poderia ter oportunidade hoje de ser uma das distribuiçoes lider no mercado perdeu foco (Prova disso é o Piter Punk que parou no tempo, o Patrick Volkerding, ninguem mais ouve falar dele, etc…). Hoje ela serve apenas como distro base para algumas subdistros (Ainda acredito que era mesmo isso que o Patrick queria, ja que o Slack sempre teve fama de distro de Geek).
Quanto ao Debian ele continua a manter a sua posição de destaque em servidores estaveis de grandes corporações, enquanto distros como Ubuntu, Suse e Fedora abocanham segmentos em desktop e de grandes, medias e pequenas empresas.

Mas quem disse que o Slack foi esquecido? Ele continua mais vivo do que nunca. Estes dois artigos mostram passo a passo como instalar essa distribuiçao, mostrando que o seu desenvolvimento continua de pé.

http://oskarcosta.blogspot.com/2007/12/equipamento-o-notebook-acer-aspire.html
http://slackbookptbr.sourceforge.net/

Lembrando ainda que o AngolanOs tem como base de desenvolvimento o Slackware.

Modelo de Levantamento para Avaliação de Preparo para Negócios (Business Readiness Rating).

Modelo de Levantamento para Avaliação de Preparo para Negócios (Business Readiness Rating)

Uma Proposta de Padrões Abertos para Facilitar a Avaliação e Adoção de Soluções de Software Livre

por eng Antonio Sabino

Aqui