Microsoft promete Windows para cloud computing

O presidente-executivo da Microsoft, Steve Ballmer, atingiu com força o circuito de imprensa europeu. Ele está divulgando uma nova versão do sistema operacional Windows que vai usar a chamada tecnologia de “cloud computing” (literalmente, computação em nuvem), por meio da qual as pessoas usam um software que roda num centro de dados, e não na sua própria máquina.

Ballmer mencionou esse sistema operacional, apelidado provisoriamente de Windows Cloud, em eventos em Londres e Paris. O lançamento do nome ocorre antes da Conferência para Desenvolvedores Profissionais da Microsoft, mais para o final deste mês em Los Angeles.

Mas o que é exatamente o Windows Cloud? Bem, a Microsoft ainda não quer fornecer detalhes precisos. Mas Dave Cutler, um dos principais engenheiros de software da companhia, passou anos trabalhando num projeto com o nome de código Red Dog, que alguns suspeitam que servirá como suporte do novo sistema operacional.

Cutler costuma desenvolver códigos sofisticados, e ele pode aparecer com um sistema operacional sob medida para essa idéia de distribuição de software por milhares de servidores e deixar que os consumidores explorem todo esse poder usando diretamente os PCs de suas casas ou de seus escritórios.

Os vastos centros de dados do Google se apóiam numa versão modificada do sistema operacional de código aberto Linux e da base de dados MySQL. Com a adoção do software de código aberto, o Google pode ajustar os códigos de acordo com suas necessidades. Em particular, o Google tem sido capaz de criar versões leves do Linux e do MySQL que se propagam bem por muitas de máquinas.

A Microsoft agora poderá ter uma abordagem parecida com o Windows e sua própria base de dados SQL Server com o desenvolvimento de uma versão mais rápida e mais leve do Windows, que fabricantes como Dell e HP poderiam oferecer junto com seus sistemas.

Fonte: Yahoo

Anúncios

Afinal Linux e Apache sao mais atacados que Windows e IIS

Quem me conhece sabe que nao me iludo, nem nunca me iludi com chavões emocionais de quem acha que segurança é um programa e nao um processo. Nunca acreditei que uma distribuição Linux na mao dum incompetente pudesse ser mais segura que um Windows 2000 na mao dum adminstrador experiente.

Sistemas Unix Based como Linux podem a certa altura se tornarem muito mais perigosos que qualquer sistema Windows dada a grande quantidade de serviços de rede que suporta. Um hacker experiente teria muito mais chances de sucesso ao atacar um sistema Linux do que Windows, acreditemos.

Nao que Linux seja em si mais vulneravel que Windows, mas simplesmente o facto de suportar inumersos softwares de terceiros já o transforma num alvo facil. Ressaltemos aqui os inumeros scripts PHP como CMSs, foruns, wikis, blogs, etc todos eles em sua maioria rodando em sistemas Linux com Apache.

E por falar no Apache, ao longo destes ultimos 3 anos parece que a segurança do Internet Information Server da Microsoft melhorou e de que maneira. Ja nao vemos mais bugs de unicode e dot dot (../../) como viamos antes, a situação mudou e de que maneira. Embora continue a ser o Web Server mais adotado vemos claramente que pode nao ser um dos mais seguros.

Voltando ao titulo deste post, a Zone-H como sabemos é o maior repositorio de defacements (pichação) a nivel mundial e publica em sua lista anual milhares deles. Antes do Zone-H também tinhamos o Aldas (alguem lembra-se dele?), mas o Zone-H assumiu maior protagonismo. Pois, como ia dizendo as estatisticas do Zone-H demonstram que nos ultimos dois anos tanto o Apache como o Linux sofreram mais ataques de o IIS e Windows (todas as versões) da Microsoft. Como referi antes isso nao significa ‘exactamente’ que o Apache seja mais vulneravel que o IIS, porque convenhamo, uma falha no PHPBb, ou no postnuke, nao deviam contar contra o Apache, mas como o Apache faz parte do ‘organigrama’ aí nao existe muito a duvidar.

Vendedor compara compra de PC com Linux a preparação de um peixe

O que o molho com peixe e Linux têm que ver? Pior, o que tem o Windows a ver com isso? Esta historia mostra o que passa um usuario supostamente inexperiente que quer comprar um PC com Linux numa loja de varejo no Brasil.

“Você vai fazer um peixe. O peixe saiu barato, mas, de repente, o molho que você vai usar não é. E por quê? Porque não é simplesmente tirar um e colocar outro, principalmente Linux. Linux tem que mexer em placa e em tudo. Se for pra tirar um e colocar o outro, tem que ser o Windows”, citando o XP como melhor opção.

Mais

Microsoft afirma que Vista é mais seguro que XP RedHat e Ubuntu

Segundo o relatorio de segurança da Microsoft, o Windows Vista teve menos problemas de segurança que o seu antecessor Windows XP teve em um ano de actividade. Ela vai mais longe ainda e afirma que nesse mesmo periodo (um ano) sistemas como RedHat e Ubuntu tiveram mais falhas de segurança que o Vista.