Sonangol aposta 15 milhoes em SAP

A Sociedade Nacional de Combustíveis vai investir, nos próximos quatro anos, quinze milhões de dólares norte-americanos na instalação, nas diversas empresas da companhia, do sistema informático de gestão de negócios (SAP), informou hoje (segunda-feira) o administrador do grupo, Fernando Roberto.

Ao falar em conferência de imprensa, em Luanda, Fernando Roberto realçou que a aplicação do sistema integrado de informação corporativo surgiu no âmbito das estratégias globais da empresa que passam pela cobertura dos processos de negócios e por tornar a informação dentro da companhia mais transparente.

Segundo o gestor, os processos adoptados pela Sonangol servem para manter a dinâmica da empresa no mercado interno e externo para atingir as metas e estratégias de curto, médio e longo prazo, focalizada no aumento da eficiência e na obtenção de mais-valias.

Apontou como um dos ganhos destas aplicações a minimização de custos, tempo e maximizar a qualidade dos serviços onde quer que a Sonangol esteja presente.

A nível da multinacional, o SAP já está implantado, com quase todos os seus módulos, na Sonangol Distribuidora, Sonagás, MLS Telecom e Sonangol Pesquisa e Produção.

fonte: Angop

Anúncios

Windows 7 poderá ser vendido em pen drives

A Microsoft declarou guerra ao sistema operacional Linux, que ultimamente vinha fazendo muito sucesso nos portáteis netbooks, e pode estar planejando um xeque-mate no concorrente anunciando que irá comercializar seu novo sistema, o Windows 7 tanto por download como em pen drives.

Os netbooks, por seu tamanho diminuto e por seu preço reduzido, não possuem leitor de CD ou DVD , apenas entradas USB e leitores de cartões SD ou MS. Para instalar ou reinstalar qualquer sistema, o usuário precisa passar uma imagem de disco para um pen drive, e só então realizar o procedimento. Há muitos anos, várias versões de Linux já têm previsão de instalaçao via pen drive, algo impossível de se fazer no Windows até então.

Segundo o blog Beyond Binary do site CNET , em maio a Microsoft declarou que seu novo sistema operacional seria perfeito para netbooks. Então, para incentivar o upgrade dos usuários que compraram suas máquinas com o Windows XP e até mesmo com Linux, a empresa de Bill Gates teria pensado na venda do sistema já em flash drives, a fim de facilitar na hora da escolha e da instalação, noticiou o site Technologizer .

fonte: http://br.noticias.yahoo.com/s/27062009/7/tecnologia-negocios-windows-7-podera-vendido.html

Introdução ao IPv6 parte I

Com o esgotamento dos 2^32 endereços publicos IPv4 possiveis uma task force foi criada no sentido  de se adotar um novo esquema de endereçamento. Decidiram então por um esquema de endereçamento que comportasse 128 bits = 16 bytes (8 grupos de 16 bits cada) ao contrario dos 32 da versao anterior. Isto dá um numero astronomico de 2^128 endereços publicos disponiveis para endereçamento. Como o numero em decimal ou binario fica muito extenso então adotou-se o formato hexadecimal,que vai de 0 a 9 e A a F.

O endereço IPv6 está dividido em 2 partes de 64 bits cada e como ja acontecia no esquema IPv4 no novo esquema também os primeiros bits do endereço (formato de cabeçalho) servem para permitir aos roteadores identificar o caminho dos pacotes.

A primeira parte é a parte do prefixo e pode possuir diversas combinações de bits:

1111 1110 10  – Link local address                           1/1024           (fracção)
1111 1110 11   – Site local address                             1/1024          (fracção)
1111 1111         – Multicast address                             1/256             (fracção)
010                    – Provider-based unicast address 1/8                  (fracção)

Existem outras combinações que nao vale a pena falar aqui por serem necessarias nesta  abordagem.

Existem 3 categorias de endereços IPv6: O Unicast address o Anycast, e o Multicast.

Unicast: Endereço para um unico dispositivo.
Anycast: Endereço para um subconjunto de dispositivos.
Multicast: Endereço para um conjunto de dispositivos.

Existem também no IPv6 os endereços reservados. Sao eles:

Endereço nao especifico (todos 0)

Conforme o nome mesmo diz é formado por todos 0.
Ex:0000: 0000: 0000: 0000: 0000: 0000: 0000: 0000

Endereço Loopback

Formado por 127 zeros (0) e um 1.
Ex:0000: 0000: 0000: 0000: 0000: 0000: 0000: 0001

Endereço de IPv4

Serve para realizar encaminhamento de pacotes entre redes que sao de IPv6 e passam por redes que sao de IPv4. Usam-se tuneis.
Este endereço possui 2 tipos: O compatible e o mapped. O compatible possui 96 bits em 0 e 32 para o endereço IPv4. O mapped possui 80 bits em 0 e 16 bits em 1 e 32 bits para o IPv4.

Ex compatible para endereço IPv4 192.168.1.0 (c0.a8.1.0 em hexa):
0000: 0000: 0000: 0000: 0000: 0000:c0a8:10
Endereços Locais

2 tipos: Link Local e Site Local.
Link Local – Para uma LAN.
Site Local – Para um conjunto de LANs

Endereço Multicast

Primeiros 8 bits todos em 1 mais 4 bits para um campo chamado flag e mais outros 4 bits para outro campo chamado Scope. Outros 112 bits para o Group ID.

Exemplos de endereços IPv6 em hexa:

FBDC: AAC4: AC32: 1062: BBFF: ADBC: DEA2: ABCD

FBDC: AAC4: 0032: 0002: 0BFF: ADBC: DEA2: ABCD

Os zeros podem ser suprimidos (porque nao altera o valor) assim o endereço acima fica:

FBDC: AAC4: 32: 2: BFF: ADBC: DEA2: ABCD

Um outro endereço:

FBDC: AAC4: 0000: 0BCD: 0BFF: ADBC: 0000: ABCD

Fica:

FBDC: AAC4: 0: BCD: BFF: ADBC: 0: ABCD

Um outro endereço:

FBDC: AAC4: 0000: 0000: 0000: ADBC: DEA2: ABCD

Os zeros podem ser abreviados da seguinte forma:

FBDC: AAC4 :: ADBC: DEA2: ABCD

Abreviação por meio de barra invertida

É possivel no IPv6 abreviar o endereço. O seguinte endereço:

FBDC: AAC4: AC32: 1062: BBFF: ADBC: DEA2: ABCD

Imagine que eu queira mostrar apenas 48 bits. Ficaria assim:

FBDC: AAC4: AC32/48

Obs: Um digito hexadecimal é igual a 4 bits

Sistemas Autonomos (AS) e os AS dos grandes provedores Angolanos

Um sistema autonomo é definido como uma colecção de redes sobre uma administração comum e que compartilham uma estrategia de roteamento em comum. Tal é o caso de um provedor de serviços Internet ou uma empresa de medio a grande porte no ramo das telecomunicações.

Existem protocolos de roteamento conhecidos como Interior Gateway Protocols (IGP) que permitem realizar roteamento dentro dum unico sistema autonomo. Tais sao os casos dos protocolos RIPv1, RIPv2, EIGRP e OSPF. Para que exista roteamento entre dois sistemas autonomos precisa-se de protocolos comhecidos como EGP ou Exterior  Gateway Protocols tais como o BGP. Tal é o caso de dois provedores como a UNITEL e a MOVICEL necessitando de comunicação entre os seus dispositivos.

Os sistemas autonomos sao  na realidade numeros e estes numeros sao atribuidos por uma entidade reguladora que é a IANA (Internet Assigned Numbers Authority). Este numero sistema autonomo é constituido de 16 bits de modo que sao possiveis 2^16 = 65536 sistemas autonomos possiveis.

Em Angola os grandes provedores como nao podia deixar de ser possuem os seus sistemas autonomos. Uma boa dica acerca dos sistemas autonomos é que através deles é possivel saber os blocos de endereços IP que estas empresas detem:

Angola Telecom: AS11259

ACS: AS36917

Ebonet: AS17400

MVCOMM SAT: AS36896

SNET: AS32717

OBS: Repare na figura e veja como as rotas da SNET (ASN) dependem da Angola Telecom

Pacote completo de laboratorios CCNA

Encontrei na net estes links com download de todos os labs completos para praticar o exame de CCNA:

http://www.4shared.com/file/108173801/e2ac3b41/Pacotao_Laboratorios_CCNA_-_PT32Saves.html

http://www.4shared.com/file/108173843/68ce9f69/Pacotao_Laboratorios_CCNA_-_Outros.html