Sim, o Ubuntu é Africano

Parece ser engraçado, mas o facto do Ubuntu ter sido criado por Mark Shuttleworth um milionario Sul-Africano deixa ainda muita espinha na garganta de alguns. De repente argumentos como o facto dele ser branco começaram a vir a tona, dizem os ceticos que a sua origem é europeia, ora mas que argumento mais defasado no tempo. Esqueceram-se pois estes ‘profetas do ceticismo’ dos inumeros ‘Americanos de nacionalidade’, vindos da Alemanha, Israel, Russia, Asia etc. Até Werner Von Braun o homem dos misseis de Hitler tornou-se Americano e diretor da NASA.

Com o Mark é diferente. Nasceu e cresceu lá, fez dinheiro com software lá, vendeu a sua empresa a Verisign e criou o Ubuntu que vou vos dizer quando comecei a usar Linux em 2001 ainda nao existia como sistema operativo, mas apareceu  e vincou provando a genialidade do seu criador.

Portanto, afirmações baratas só confirmam a falta de trabalho de quem mesmo as cria, o Ubuntu é Sul-Africano e ponto final.

Anúncios

Ubuntu 8.04 Beta Revisto

O Ubuntu Hardy 8.04 beta foi revisto. Essencialmente adições para suporte a GNOME 2.22 e Kernel 2.6.24, Firefox 3 beta 4, PulseAudio habilitado por defeito. Para facilitar  a migração de usuarios Windows o Wubi uma aplicação que permite instalar desinstalar o Linux Ubuntu como uma aplicação Windows, nao tendo o usuario que se preocupar com questões como bootloader.

Ubuntu BrainStorm. O que você quer ver no Ubuntu?

 

Fala-se por aí que na comunidade de software livre todos sao livres de trocar ideias. Sim, mas nao basta ir a um forum e dizer isso e aquilo. Como é que a Novell vai te ouvir? Se você é um usuario compulsivo do Windows e tentando usar Linux sentiu a falta dum painel de configuração de redes, parecido a aquele que tem no Windows, você pode muito bem levar uns bons bafos num forum ou mailing list de software livre, rodeado de bons e nada simplicistas adeptos.

Pois bem foi pensando nessa nessa dificuldade de saber aquilo que os usuarios querem realmente que o Mark Shuttleworth (é mesmo assim que se escreve?) decidiu criar o  Ubuntu BrainStorm. Lá você pede aquilo que quer ver melhorado ou incorporado no seu Ubuntu, sem correr risco de ser ofendido por meia duzia de adolescentes. Os mais pedidos aparecem mais destacados.

Francamente, Mark é mesmo um genio. Repare algumas das coisas que os usuarios mais têm pedido:

Fix Suspend and Hibernate
Provide a simple graphical interface to manage _any_ type of network connection

E nao é que ja nao tenha isso no Ubuntu, tem, mas o usuario comum quer ele bem mais ‘amanteigado’ ou ao estilo Windows.

Linux Foundation entrevista Mark Shuttleworth

Mark Shuttleworth (que sobrenome tao estranho) pode dar-se por feliz por ter criado uma distribuição com Ubuntu e por ter criado um modelo de negocios em cima disso que apenas grandes empresas tentaram criar.

Vez por outra viamos um pessoal a falar de ganhar com software livre, mas nada se fazia em cima disso e Mark Shuttleworth um milionario (de que a primeira vez que ouvi falar dele foi na televisao, dizendo que ia ao espaço) que ganhou dinheiro vendendo uma bem sucedida empresa de segurança, teve a visao de criar uma distribuição simplificada, sem muitas complicações, com enfoque no publico em geral e aí está ele, com muito sucesso (desconfio que até Stallman ja tenha usado Ubuntu), provando a meio mundo que nao importa a sua localização, voce pode inovar (desde que tenha inteligencia, claro).

Nesta entrevista a Linux Foundation  ele fala sobre a distribuição e software, mas também comenta sobre a liderança exercida por Linus Torvalds, sobre questões de mercado, motivação de desenvolvedores, software embarcado e mais.

Foonte: br-linux

Falha de segurança afecta Linux

Um exploit local no Kernel 2.6 do Linux (Debian, Ubuntu, etc) por meio duma falha na system call vmsplice() permite a um usuario local obter privilegios de root. Existe um codigo conceito/prova bem como um outro codigo modificado que permite ‘consertar’ o bug.