Movicel mete no ‘kafokolo’ autor do boato sobre vírus mortal

O autor do boato que insinuou a existência, em Angola, de um vírus electrónico susceptível de causar a morte de utentes de telemóveis, ao atenderem uma chamada telefónica, foi descoberto pela Movicel, operadora de telefonia móvel que admite a possibilidade de levar o caso à justiça.

Segundo o director executivo adjunto da Movicel, Feliciano António, o “autor da brincadeira está identificado e pode, inclusive, vir a ser notificado judicialmente”. Acrescentou que o indivíduo já se retractou e confessou tratar-se, apenas, de uma brincadeira.

Mais