Configuração de Virtual Route and Forwarding (VRF) Lite em roteadores Cisco

A tecnologia de virtualização Cisco VRF é um recurso avançado de segmentação geralmente aplicado em ambientes de provedoria de serviços associado ao MPLS. Sei que é um contra senso falar de segmentação, e ao mesmo tempo da camada 3, mas é a forma mais simples de explicar a utilidade do VRF.

Trata-se da aplicação de algo parecido ao comportamento de VLAN’s, mas ao nível da camada 3 (três). Até agora temos visto técnicas de segmentação ao nível da camada 2 (dois) e até da camada 1 (um). Com a aplicação do VRF cria-se tabelas de encaminhamento (roteamento) para cada instancia (processo) VRF. No fundo isso significa criar encaminhadores (roteadores) virtuais em cima de encaminhadores físicos.

Com essa possibilidade o trafego é separado a nível da camada 3, facilitando o processo de troubleshotting, melhoria da segurança de dados e facilitação da aplicação de politicas de gestão de débito binário.

Apesar de ser um recurso disponível com recursos totais em poderosos roteadores, em alguns roteadores como o Cisco 891 é possível encontrar uma versão Lite da tecnologia VRF.

O Harris Andrea escreveu um artigo prático bastante elucidativo da aplicação básica desta tecnologia:

http://www.networkstraining.com/cisco-vrf-lite-configuration/

Cisco Reference:

http://www.cisco.com/c/en/us/td/docs/switches/lan/catalyst4500/12-2/15-02SG/configuration/guide/config/vrf.html

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s