Configuração de Virtual Route and Forwarding (VRF) Lite em roteadores Cisco

A tecnologia de virtualização Cisco VRF é um recurso avançado de segmentação geralmente aplicado em ambientes de provedoria de serviços associado ao MPLS. Sei que é um contra senso falar de segmentação, e ao mesmo tempo da camada 3, mas é a forma mais simples de explicar a utilidade do VRF.

Trata-se da aplicação de algo parecido ao comportamento de VLAN’s, mas ao nível da camada 3 (três). Até agora temos visto técnicas de segmentação ao nível da camada 2 (dois) e até da camada 1 (um). Com a aplicação do VRF cria-se tabelas de encaminhamento (roteamento) para cada instancia (processo) VRF. No fundo isso significa criar encaminhadores (roteadores) virtuais em cima de encaminhadores físicos.

Com essa possibilidade o trafego é separado a nível da camada 3, facilitando o processo de troubleshotting, melhoria da segurança de dados e facilitação da aplicação de politicas de gestão de débito binário.

Apesar de ser um recurso disponível com recursos totais em poderosos roteadores, em alguns roteadores como o Cisco 891 é possível encontrar uma versão Lite da tecnologia VRF.

O Harris Andrea escreveu um artigo prático bastante elucidativo da aplicação básica desta tecnologia:

http://www.networkstraining.com/cisco-vrf-lite-configuration/

Cisco Reference:

http://www.cisco.com/c/en/us/td/docs/switches/lan/catalyst4500/12-2/15-02SG/configuration/guide/config/vrf.html

Anúncios

Um pensamento sobre “Configuração de Virtual Route and Forwarding (VRF) Lite em roteadores Cisco

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s