Sim, o Ubuntu é Africano

Parece ser engraçado, mas o facto do Ubuntu ter sido criado por Mark Shuttleworth um milionario Sul-Africano deixa ainda muita espinha na garganta de alguns. De repente argumentos como o facto dele ser branco começaram a vir a tona, dizem os ceticos que a sua origem é europeia, ora mas que argumento mais defasado no tempo. Esqueceram-se pois estes ‘profetas do ceticismo’ dos inumeros ‘Americanos de nacionalidade’, vindos da Alemanha, Israel, Russia, Asia etc. Até Werner Von Braun o homem dos misseis de Hitler tornou-se Americano e diretor da NASA.

Com o Mark é diferente. Nasceu e cresceu lá, fez dinheiro com software lá, vendeu a sua empresa a Verisign e criou o Ubuntu que vou vos dizer quando comecei a usar Linux em 2001 ainda nao existia como sistema operativo, mas apareceu  e vincou provando a genialidade do seu criador.

Portanto, afirmações baratas só confirmam a falta de trabalho de quem mesmo as cria, o Ubuntu é Sul-Africano e ponto final.

Um pensamento sobre “Sim, o Ubuntu é Africano

  1. Só hoje conheci o teu blog e por isso estou a ler algumas coisas.
    Pormenor, uam das primeiras Cirurgia cardiovascular com sucesso e se não estou errado a 1ª cirurgia de um coração artificial foi na Africa do Sul, portanto acho que é de valorizar a Ciência nesse país.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s