Sistemas Autonomos (AS) e os AS dos grandes provedores Angolanos

Um sistema autonomo é definido como uma colecção de redes sobre uma administração comum e que compartilham uma estrategia de roteamento em comum. Tal é o caso de um provedor de serviços Internet ou uma empresa de medio a grande porte no ramo das telecomunicações.

Existem protocolos de roteamento conhecidos como Interior Gateway Protocols (IGP) que permitem realizar roteamento dentro dum unico sistema autonomo. Tais sao os casos dos protocolos RIPv1, RIPv2, EIGRP e OSPF. Para que exista roteamento entre dois sistemas autonomos precisa-se de protocolos comhecidos como EGP ou Exterior  Gateway Protocols tais como o BGP. Tal é o caso de dois provedores como a UNITEL e a MOVICEL necessitando de comunicação entre os seus dispositivos.

Os sistemas autonomos sao  na realidade numeros e estes numeros sao atribuidos por uma entidade reguladora que é a IANA (Internet Assigned Numbers Authority). Este numero sistema autonomo é constituido de 16 bits de modo que sao possiveis 2^16 = 65536 sistemas autonomos possiveis.

Em Angola os grandes provedores como nao podia deixar de ser possuem os seus sistemas autonomos. Uma boa dica acerca dos sistemas autonomos é que através deles é possivel saber os blocos de endereços IP que estas empresas detem:

Angola Telecom: AS11259

ACS: AS36917

Ebonet: AS17400

MVCOMM SAT: AS36896

SNET: AS32717

OBS: Repare na figura e veja como as rotas da SNET (ASN) dependem da Angola Telecom

Anúncios

5 pensamentos sobre “Sistemas Autonomos (AS) e os AS dos grandes provedores Angolanos

  1. Sempre tive curiosidade em saber porque que se havia algum problema grave com a Angola Telecom as outras operadoras ficavam logo com problemas também.

    Com essa informação algumas dúvidas foram esclarecidas…

    Off topic: é bom ver o SNNAngola de volta, foi uma paragem considerável, férias? ;)

    • E o seguinte pra esclarecer mais ao topico. Numa rede metropolitana , ou de grande porte tem de ter sempre um sistema autonomo, logico porque senao tudo seria VUM PAH, sem regras . As redes sao formadas ou criadas a base de protocolos , e padroes , e um sistema erarquia . Pra o Nosso Pais a Angola telecom e o backbone das redes ou seja a super rede que interliga os varios down-level domains ou as provedenciadoras subordinadas Tais como a a Snet etc..

      Razoes : Pra ser um backbone , a instituicao precisa de uma arquitectura robusta , rapida, e equipamentos de ponta, e nada melhor que a empresa pionera em telecoms pra o fazer.

      Disvantages: Conforme o cognitivo notou que quando a Angola telecom tem falha , as outras entidades tambem, isso cria um unico ponto de falha , quer dzer que se um dia a Angola telecom for poisoned ou HACKED , Angola toda estara sem ligacao internet.

      Como Fazer pra superarar a Angola telecom tem de criar varios metodos de tolerancia de falha e backup backbones pra suster uma falha.isso tudo faz parte da qualidade de servico da empresa.

      Pra concluir , uma boa rapidez , nos sistemas autonomos e a chave pra uma boa internet local ou metropolitana.

      PS: Descupam-me pela linguagem , o meu portugues esta cada vez pior ….

      Aquele abraco,

      Manuel Ricardo

  2. Preciso acessar uma empresa no seu pais e realizar o monitoramento eletronico de imagens, mas estou tendo dificuldades, será que existe algum bloqueio ou mesmo restrição pelo tamanho da banda que é utilizada em monitoramento de imagens?, se souberem o que poderia causar o impedimento do meu acesso aqui do brasil as imagens da empresa ai, por gentileza respondam no meu email, muito agradecido Sidney.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s