Entre a divulgação e o elitismo intelectual

Algumas pessoas se perguntam porque faço isto, porque a mais de um ano escrevo algumas dicas neste pequeno blog? A resposta para esta questão é simples: Em Angola os melhores tecnicos de IT praticam um absentismo que se transforma em elitismo. Para muita dessa gente é preferivel guardar informação ou partilhar com algumas pessoas do seu grupo e sair por aí a dizer que é o melhor tecnico de x ou y. É praxe de alguns Angolanos obter uma certificação Cisco e dizer que conseguiu porque é mais inteligente, do que dizer que também tem as ferramentas da pass4sure e da cisco press.

Tenho ouvido muita gente por aí a intitular-se de o melhor administrador de sistemas, o melhor tecnico, até o melhor hacker (olha só), mas entre todos eles são pessoas que nunca escreveram nada, nunca divulgaram coisa alguma, não passaram além dos seus trabalhos e notas na universidade. Foi mesmo a dias que fiquei chocado ao ver que um professor da universidade pública (que segundo dizem um dos melhores) que também leciona no médio simplesmente copiou e colou material do carlos morimoto, modificou a fonte, desenhou uma capa com o seu nome e distribuiu aos seus alunos como se fosse material dele se tratasse.

Existem também aqueles que ao verem que alguem escreveu alguma coisa, atiram-se logo contra eles como se de um crime fosse. Se foi um erro cometido, deveria vir o conselho, mas acontece o contrario. Digo por experiencia propria, já fui censurado acusado de “tentar mostrar que sabe mais” postando uma simples comunicação. Nota-se claramente que ha pessoas que preferem manter um grupinho de admiradores em torno de si, em vez de dize-los como devem fazer as coisas. Se sabemos alguma coisa, vamos partilha-la, o tempo é curto, mas sobra sempre algum, olhem para ous outros países que muitas vezes admiramos.

A estas pessoas que continuam nesta atitude apenas 2 coisas:

1 – Os materiais que muitas vezes baixamos da net começaram a ser escritos por pessoas que sairam do 0 sem qualquer conhecimento e ajudaram muita gente, inspiraram muita gente.

2 – Manter um grupo ao seu lado sem conhecimento, mais nos prejudica que nos ajuda. Tente ficar uma semana ao lado dos ladrões do roque santeiro para ver se nao tenho razão.

7 pensamentos sobre “Entre a divulgação e o elitismo intelectual

  1. Olá,

    Isso não acontece apenas em Angola, aqui no Brasil isso também é bastante comum, mas existem boas exceções. Trabalho com Ruby on Rails e a comunidade brasileira é bastante atuante, faz muitas traduções, mantem vários fóruns de discussão, etc. Só para constar sou um dos colaboradores do Ruby Inside Brasil (http://www.rubyinside.com.br) e ajudei no projeto de tradução do Rails Guides para o português (http://guias.rubyonrails.pro.br/) que foi lançado hoje. Tudo isso é uma forma de compartilhar conhecimento e a cada dia que passa tenho mais certeza que aprendi muito nesse processo.

    Infelizmente não conheço a comunidade de TI angolana, mas espero que ela também tenha seus oásis de colaboração. Aliás, todo o conteúdo brasileiro pode ser utilizado por vocês, seria muito legal ter fazer um intercâmbio com a comunidade de Angola, tenho certeza que seria benéfico para todos. Vou adicionar seu blog no meu RSS, e se você conhecer alguém que trabalhe com Rails por aí, por favor, me avise.

    Não desanime, continue o bom trabalho. Abraço dos camaradas brasileiros.

  2. Olha concordo contigo, também tenho um blog e nao o levo muito a peito (ainda) mas porque tambem recebi muitas opinioes de quero me mostrar muito, e etc, etc. E depois pensam que Informatica ou computador é só para “word”, hi5 e msn. Estou ctg. Nao para! e do prof, é triste, isso é crime, grande, pior quando ele cópia desta forma!

  3. Olá, manos!

    Também concordo convosco.

    Citação: …um professor da universidade pública (que segundo dizem um dos melhores) que também leciona no médio simplesmente copiou e colou material do carlos morimoto, modificou a fonte,…

    É só para dizer que tenho um professor desses, e o mesmo quer tentou me ensinar (impor) que 1bit = 8 bytes, isso mesmo. Um professor que vai no site de Julio Battista e Carlos Morimoto buscar material sobre redes e no rodapé escreve escreve: “Escrito por Eng. Prof. L*** ” Melhor não terminar o nome.

    É muito triste.

    A dias atrás frequentei um cyber café em que havia 24 Pcs, estava lotado e nestes 24. 3 estavam a enviar e-mail, 1 estava a digitar no word, 1 estava a fazer download de imagens de 50cent e o resto a ver o hi5 ou o netlog e a teclar no msn.

    É triste quando tento “incluir os meus colegas” no mundo das TI e só recebo respostas como: “o que vou ganhar com isso”, “você se acha muito inteligente”, “você acha que sabe tudo”, “não vais ganhar nada com isso”, enfim respostas desanimadores.

    Mas como o amigo Nuno já disse acima “…Estou ctg. Nao para!…”
    Força é Angola a Crescer e não nós
    É Angola a ser representada no mundo digital

    • Acho que pela inicial do nome dá para ver quem é, deve ser ele mesmo. Pior de tudo isso tem alunos que acham que é mesmo ele que escreveu tudo aquilo. Sinceramente é feio agir desta forma, todos podemos fazer mais basta querer.

  4. Esse post resume muitas das minhas opiniões sobre IT em Angola,conhecimento,divulgação,desenvolvimento,enfim…

    Fico sempre animado quando encontro Blogs/Sites de IT “made in Angola” porque isso mostra que nós estamos interessados em avançar.
    É certíssimo dizer que muitos dos profissionais aqui querem esconder as coisas e manter o maior número possivel de pessoas na ignorância,é uma coisa tão absurda que as vezes eu me questiono se realmente eles merecem ter o nível académico/profissional que dizem ter.

    Casos como esse do professor universitário que fez um plágio autêntico(que é crime!) se repetem muitas vezes nas nossas escolas(em todos os níveis),facto triste!

    O caso da intitulação de melhor técnico disso ou aquilo,é hilariante :) .Acho que eles esquecem que os titulos deveriam ser dados pelos outros e consoante o nosso trabalho.

    Eu só espero que o número de Blogs e publicações sobre tecnologia realmente cresça para que possamos todos compartilhar informações…

    OBS: Nataniel,desculpe pelo comentário longo, mas realmente o tema é muito bom,vou aconselhar muita gente a ler isso.

  5. Olá

    Esse assunto é estremamente importante. Já tive trabalhos meus “re-publicados” por outras pessoas, sem nem citar a fonte. E ainda me perguntam se não tenho medo de colocar artigos e palestras minhas na net.

    Acho que aquelas pessoas que gostam de centralizar o conhecimento e tem medo de compartilhar, ou é por ignorancia ou porque são inseguras.

    Excelente blog e sucesso ai em Angola.

    Voltarei mais vezes.

  6. Ola ! irmmãos.

    Até ao momento o ensino de Angola referente as tecnologias de informação e telecomunicações ainda me decepcionam bastante, o grande problema começa dos docentes e é levado pelos discentes até se tornarem docentes partem de um Copy Paste (Copiar/Colar ) e essa ideia é levada até o fim da formação.

    É triste que um professor do ensino médio ministrando a cadeira de Redes não saiba crimpar um simples cabo UTP, não é versão aconteceu no colégio Arco-Iris.

    Temos que ser mais sérios e honestos, nós somos angolanos e não temos que nos envergonhar que África em geral é Lammer em tecnologia, pra isso só iremos crescer sendo honestos, determinados e pacientes

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s