“Great Firewall” causa pane em computadores de Pequim

O bloqueio à internet virou o assunto do dia no centro de imprensa. Repórteres se entrevistavam uns aos outros para trocar impressões sobre as dificuldades de trabalho no local. Como, por exemplo, a velocidade do acesso à internet, bastante lento para os padrões de uma cobertura da dimensão dos Jogos Olímpicos.

No caso da Folha, o simples recebimento de um e-mail com a palavra “censura” mostrou como funciona o eficiente sistema de filtros criado pelas autoridades chinesas. O programa de correio eletrônico, convencional, deixou de funcionar imediatamente.

Outro e-mail, que uma ONG havia enviado se manifestando contra o bloqueio de sites em Pequim, aparecia com caracteres truncados, impossíveis de serem decifrados. Até o final do dia, tais problemas permaneciam sem solução.

Repórteres buscavam alternativas para tentar furar o bloqueio. Muitos passaram a usar e-mails pessoais para se comunicar com seus países.

Mais

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s