Angola lidera governação electrónica

A República de Angola registou de 2005 ao presente ano, o terceiro maior crescimento a nível mundial, em matéria de governação electrónica, tendo aumentado o seu índice em mais de 80 por cento, aproximando-se da média mundial, soube o JA de fonte da Comissão Nacional de Tecnologias de Informação (CNTI).
De acordo com a fonte da CNTI, essa subida no ranking tem a ver com o facto de Angola estar a destacar-se a nível mundial pela sua rápida evolução no desenvolvimento da governação electrónica, um projecto que vem sendo implementado pela Comissão Nacional de Tecnologias de Informação desde 2005.
Os índices obtidos por Angola foram comparados e analisados num universo de 192 países, onde se excluiu apenas países como Liechtenstein e Andorra, sendo a maior subida a nível do continente africano.
O crescimento registado por Angola permitiu subir 31 posições no ranking das Nações Unidas sobre governação electrónica, saindo da 158ª posição para a 127ª posição.
Neste momento, Angola já é considerada a líder na governação electrónica na sub região da África Central, tendo subido para a 14ª posição no que concerne ao desenvolvimento desse programa a nível continental.
No ano passado, a CNTI foi agraciada pela União Africana com o prémio de melhor programa de governação electrónica, durante uma cerimónia que decorreu na Etiópia.
Ao destacar-se a nível mundial pela sua evolução no desenvolvimento do Plano de Acção para a Governação Electrónica (PAGE), bem como no Plano de Acção da Sociedade de Informação (PASI), especialistas em tecnologias de informação e comunicação dizem que Angola tem potencial para continuar a subir no ranking mundial.
Para a sua concretização, basta para o efeito, continuar com a implementação das actuais políticas, o que a persistir poderá alcançar a média mundial em cinco anos.

Actualmente, 182 países membros da ONU têm presença on-line, representando cerca de 95 por cento do número total de estados membros daquela organização internacional que vêm implementando esse programa.
Os países desenvolvidos utilizam os seus websites para aumentar a percepção dos seus cidadãos relativamente às estratégias, políticas e programas de governação.

Fonte: JA

Anúncios

Um pensamento sobre “Angola lidera governação electrónica

  1. Pingback: Microsoft abrirá escritorio de representações para os PALOP em Angola « Nataniel. Notas sobre as TIC

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s