CeBit 2008: Hannover mostra a ‘quinta’ revolução dos computadores

Hannover, 12 (AE) – “Eu vivi quatro grandes revoluções: o computador pessoal, a interface gráfica (com mouse, ícones e janelas), a explosão da internet e a web 2.0. Agora estamos à beira da quinta revolução, em que o software será capaz de adivinhar o que a pessoa deseja fazer. Ela dirá: ‘Quero ir para Hannover’ e o software reservará automaticamente as passagens e o hotel.” Foi com essa previsão nada modesta que o presidente da Microsoft, Steve Ballmer, abriu a igualmente imodesta feira CeBIT 2008, na Alemanha: com 5.845 empresas distribuídas por 27 pavilhões, numa área total de 241 mil metros quadrados, a CeBIT é o maior evento de tecnologia do mundo.

Tem de tudo por aqui: de estandes chineses vendendo quinquilharias como pen drives e clones do iPod (pela primeira vez a China assumiu a liderança em número de empresas na CeBIT) às últimas novidades em televisões e celulares, passando por tecnologias irresistivelmente futuristas – como o computador ao lado, controlado pela mente (basta “pensar” para mover o cursor do mouse).

Era uma demonstração não muito longe da realidade: na feira a empresa asiática OCZ anunciou o lançamento de uma versão mais simples desse controle “mental”, que poderá ser usada para jogar games e custará US$ 300. Talvez os computadores estejam realmente começando a nos entender.

As primeiras máquinas realmente inteligentes serão, é claro, enormes e muito caras. Como o supercomputador Jugene, que é o segundo mais rápido do mundo (só perde para uma máquina do Exército dos EUA) e acaba de ser inaugurado em Jülich (oeste da Alemanha). Ele é capaz de fazer 167 trilhões de cálculos por segundo, 4.300 vezes mais do que o PC mais possante disponível no mercado.

O Jugene é acachapante. Um conjunto de monólitos negros que fica numa sala refrigerada e lembra bastante, ao menos na aparência, o imponente computador HAL, do clássico “2001: Uma Odisséia no Espaço”.

Outra novidade de arrepiar é o vídeo de ultra-alta definição: cientistas alemães demonstraram uma tela que atinge 5 mil linhas de resolução. É cinco vezes mais do que a HDTV (TV digital de alta definição que acaba de chegar ao Brasil) e chega a provocar uma certa vertigem.

Nesta edição, confira tudo o que rolou na CeBIT, em Hannover, e algumas das novas tecnologias, em uma verdadeira maratona high-tech, de mais de 1.000 km, pelas principais cidades alemãs.

O jornalista viajou a convite do governo alemão

Fonte: Yahoo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s